Thursday, January 28, 2010

Evolução (ou: Descobrindo a TV digital)

Nós temos DirecTV. E eu passei os últimos seis meses reclamando da DirecTV. Não acho que as outras operadoras de TV fechada sejam menos piores. Mas escolhemos esta, então eu só posso reclamar dela. O primeiro problema foi o preço. A propaganda te diz uma coisa, e quando você vai ver tem que pagar um bolo de taxa extra. Ou seja, sai caro. O segundo problema foi a infinidade de canais. Pra que tanto canal, meu Deus? Nem sendo o maior desocupado do mundo é possível assistir a todos os canais. E decorar os números? Sei que a CBS é 2 e que a CNN é 202 e que a Fox News fica perto do 350 e alguma coisa... e por aí vai. Não sei nem o meu celular de cor, quanto mais os canais da DirecTV - o que me fez passar a ver menos TV, porque não tenho lá muita paciência de ficar descobrindo os canais.

E comecei a me irritar mais ainda quando, depois de três meses em que tínhamos direito a um pacote "extra" com um monte de HBO e outras cositas más, passaram a cobrar instantaneamente pelo pacote. Nunca nem tínhamos olhado estes canais extras, que ficavam depois do número 500 do controle remoto. Peguei a conta e mostrei para o Tiago, ressaltando o absuuurdo daquilo. Ele concordou e prometeu ligar para cancelar o pacote mas, curioso, foi espiar os canais. "Mas a HBO é tãaaao legal", comentou dias mais tarde, deixando claro que não mais ligaria para cancelar.

Mas eis que o tempo passou e meu coração foi amolecendo. Descobri, meio sem querer, que se estou vendo um filme e preciso atender o telefone, posso simplesmente pausar o programa. Sim, pausar! Se não entendi uma fala em algum seriado, posso voltar aquele pedaço.

Na semana passada, comprei ingressos para ir ao basquete. O Tiago logo reclamou: "Mas terça-feira é dia de American Idol...". E eis que resolvemos testar se era possível gravar o programa - já que podemos pausá-lo, tudo era possível. Sentei na frente da TV, respirei fundo e me preparei para entrar em um complexo processo de aperto de botões do controle remoto. Lembro até hoje do inferno que era gravar um programa no vídeo cassete: bota a fita, escolhe SP, EP ou sei lá mais o Q, vai apertando até aparecer a hora de começar, depois clica na setinha pra ir pra hora de terminar, depois dá uma rodadinha e joga as mão pro alto, reza três Ave Marias e pronto... você chega em casa e descobre que esqueceu de fazer uma coisinha besta e o programa não gravou. Então qual não foi a minha surpresa quando simplesmente selecionei o programa e cliquei no botão R (de Rec) e voilá. Funciona assim: apertando um botão. Unzinho só.

Enfim, tudo isso pra dizer que estou começando a amar a minha TV.

4 comments:

  1. Prima, qdo vcs voltarem é só contratar a Sky HDTV! Vc vai ter isso tudo, dá pra gravar e tudo tb!!! Mas claro sem a infinidade de canais!rs

    Já sabe da novidade?

    Bjks

    ReplyDelete
  2. Deve ser ótimo ver Lost assim.

    ReplyDelete
  3. Juca, craaaro que eu sei da novidade! To até pensando no meu vestido já. hahaha. Parabéns, prima!

    Panga, dá até pra botar pra gravar a série inteira, todos os episódios... me arrependi de não ter gravado o primeiro.

    ReplyDelete
  4. Joana codinome JucaFebruary 8, 2010 at 12:13 PM

    Tem bastante tempo pra pensar no vestido né!rs
    Outro dia fomos na casa de padrinho e ainda tem o bolo do seu casamento lá!!! Se der mole vou catar pro meu!!!rs
    Qdo vcs chegam pro carnaval?
    Bjks

    ReplyDelete